top of page
  • Ronaldo Gomes dos Santos

Sobre o tempo


Houve um tempo em que o tempo era livre

Sem ter com o que se preocupar

Mas com o passar dos anos

Todos queriam ter tempo

Porém o tempo não se deixa ver, tocar, ouvir, saborear

Nem respirar

Os seus ponteiros não indicam o visível

Assim, além do além

Onde o tempo persiste em existir

Os segredos serão revelados

Na voz de ventos sussurrantes

A consciência do inconsciente

Enquanto este mundo

Procura sentir a dimensão

O tempo

A fonte de toda a ilusão

Não para

Sempre houve tempo

O tempo não mudou

A humanidade foi quem mudou o tempo

Na tentativa de dominar o tempo

E controlar suas vidas

Mas o tempo

O tempo é sábio

E não se deixa apanhar

bottom of page