• Ronaldo Gomes dos Santos

Cavaleiro da Lua - Primeiras impressões

Hoje, 30 de março, estreou na plataforma Disney +, o primeiro episódio da tão aguardada série Cavaleiro da Lua, personagem ficcional das histórias em quadrinhos da Marvel. Seu nome verdadeiro é Marc Spector, embora ele se disfarce de outras pessoas para melhor investigar os casos que lhe interessam. Criado por Doug Moench e Don Perlin, ele surgiu primeiramente na revista Werewolf by Night #32 (Agosto de 1975).



Nos quadrinhos, Marc Spector é um egresso das forças armadas que se tornou um mercenário, viajando o mundo em missões. Em uma dessas viagens, ele é traído por outro mercenário e deixado para morrer aos pés da estátua de Khonshu, o Deus egípcio da Lua. A divindade, então, o ressuscita com a condição de que Mark seja um avatar de Khonshu, virando o Cavaleiro da Lua.


Na série, temos uma questão quanto ao Transtorno Dissociativo do personagem-título em mais uma história de origem, onde Steven, que trabalha num Museu em Londres, começa a interagir com realidades distintas, nos lapsos de tempo que ele enfrenta entre uma e outra personalidade.

O ator Oscar Isaak, parece que foi feito para o personagem, ou o personagem foi feito para ele, tamanha entrega e simbiose na atuação. A série prende em sua narrativa composta de momentos que se aproximam de um thriller psicológico, onde acompanhamos o Steven, funcionário de uma loja de presentes no Museu de Londres, vivendo momentos que revelam sua outra personalidade e, que os levarão ao "encontro" com o Cavaleiro da Lua.


O primeiro episódio inicia-se com a apresentação do ator Ethan Hawke também está em ótima forma como Arthur Harrow, um guia de um misterioso culto, um homem tão poderoso que consegue que os seguidores se ajoelhem diante de sua presença.



Para compor este controverso personagem, Hawke investigos Koresh, um líder religioso que tinha se autoproclamado como o novo Cristo nos anos 1990, dando ênfase a seu reconhecido poder de persuasão como chefe dos Davidianos. Em 1993, ele conseguiu convencer quase 100 de seus seguidores a protegê-lo por 51 dias, enquanto a casa onde morava era vigiada pela polícia. O cerco terminou quando um incêndio repentino no local deixou mais de 70 mortos, sendo Koresh uma das vítimas.


A série promete entregar uma das melhores produções de hérois da Marvel neste ano. A expectativa é alta para os próximos episódios.