• Ronaldo Gomes dos Santos

Isso vai passar!

Isso vai passar!


Oito longos meses vivendo enclausurado, inseguro, em estado letárgico de tensão e cheio de incertezas e, ainda sim, eu sobrevivi!


Certamente 2020 deixará grandes marcas no meu viver. Na minha jornada bibliográfica, terá um capítulo destaque, não por ter sido um ano duro, mas por ter podido aprender e a me reinventar, por alguns instantes conseguir agarrar o tempo e parar para respirar. Como já mencionado, esse ano ficará registrado como um ano difícil, mas aprendemos que tudo na vida passa. E logo passará!

Indubitavelmente, perdemos muita gente conhecida, gente que amamos, e esse fato, infelizmente é irreversível, não obstante, mesmo a um mar tempestuoso que foi imposto entre nós, a vida é feita de ciclos. Cada um deve passar por esse evento.


Sobre perdas, no domingo, 04 de outubro, recebi a notícia do falecimento de um grande amigo. Um grande guerreiro que deixara esse plano terrenal, pois a sua missão aqui havia sido encerrada. Esse fato mexeu demais comigo por ser a primeira perda de um grande amigo, também por não nos ser permitida a despedida.


Sobre esse momento de luto eu escrevi algo que me auxiliou trazendo alento e conforto:


Etéreo


O que vem antes do sentir?

Mesmo ausente, continuas aqui.

Perpétua a tua imagem a luzir.

Sereno é o sopro no amanhecer.


A vida que tanto corre,

Agora parece reduzir

O seu ritmo, o seu fluir.

É o rio que não sabe desaguar.

É a força que te fez lutar.

É o silêncio que te faz voar.


O sopro que aperta o peito,

É a certeza do amanhã.

Seguindo o mesmo caminho

As linhas do destino logo se cruzarão.

É infinita e bela a tua luz, Que a todos nos ampara e conduz.


Certo é o vão entre o acordar e o ressurgir,

Eternos são todos os momentos,

Perfeito é o modo de sorrir,

Seguro é o dia que iremos nos reunir.


No dia 14 de outubro a cantora Sandy lança o seu EP 10:39. O título 10:39 alude ao tempo total de duração das três gravações inéditas que compõem o EP. A artista usa de extrema sensibilidade na execução das faixas regravadas especialmente para esse projeto que traz luz para esse momento de tensões e emoções em que a humanidade, turbulentamente, está passando.


Por Mauro Ferreira(Blog do Mauro Ferreira)


Música apresentada em outubro de 2013 como primeiro single do álbum Amianto (2014), da banda capixaba Supercombo, Piloto automático (Léo Ramos, Carol Navarro, Paulo Vaz, Raul de Paula, Pedro Toledo, 2013) é composição conhecida por Sandy quando ela foi jurada do programa de TV Superstar (TV Globo). Em Piloto automático, o grupo de Vitória (ES) rascunha inquieto balanço de uma vida – em linha parecida com a da canção Epitáfio (Sergio Britto, 2001), dos Titãs – com o reconhecimento dos limites de cada ser humano na viagem. “Fácil de falar, difícil fazer”, reitera Sandy no refrão da música interpretada como balada de clima meio etéreo na gravação que abre o EP. Entre Piloto automático e Tempo, há Lua cheia (Pedro Viáfora, 2018), música do último álbum de estúdio do grupo paulistano 5 a Seco, Síntese (2018). Versando sobre inseguranças e angústias cotidianas, Sandy ilumina Lua cheia em registro que cresce e fica aliciante no refrão em que o autor da canção propõe boas vibrações para diluir os abalos de mundo contaminado por ódios e medos.



Fonte: (https://g1.globo.com/pop-arte/musica/blog/mauro-ferreira/post/2020/10/14/sandy-aproveita-bem-o-tempo-de-1039-ep-em-que-inventaria-tensoes-do-mundo-em-2020.ghtml)




O vídeo que reúne as três faixas sintetizadas, atua como uma única peça unindo perfeitamente o misto de emoções e sensações que cada um de nós sentiu. "A vida humana é uma constante experiência de travessia. Estamos em êxodos contínuos, em processos de deslocamentos intermináveis, porque, enquanto estivermos vivos, seremos convidados para o movimento que nos proporciona a superação de estágios, condições e atitudes. O tempo se encarrega de nos colocar entre essas fases. Faz parte do estatuto humano sofrer essa constante transição. Nunca ficaremos prontos. A morte nos surpreenderá e ainda não estaremos terminados."


Encerro essa postagem com o humilde desejo de que uma nova era esteja prestes a surgir e, que saibamos aprender e sempre evoluir.