• Ronaldo Gomes dos Santos

O Sol é para todos

Atualizado: 25 de ago.

O livro aborda, de maneira aguda, a lamentável permanência do tema racismo em pauta sem discussões e soluções.


A narrativa do romance é conduzida pelas memórias de Scout, filha do advogado Atticus Finch, responsável pela defesa de um homem negro acusado de estuprar uma mulher branca.



Além de descrições histórias, o enredo, que facilmente poderia sido baseado em fatos reais, o livro nos permite fazer uma análise do quanto a sociedade não evoluiu e o quanto precisamos levantar questões, que na sociedade atual são consideradas “mi mi mi”.


Scout narra a rotina de um ambiente rural e pacato, o pequeno município do estado do Alabama, Maycomb, no sul dos Estados Unidos, no início dos anos 1930.


Suas férias de verão com seu irmão, Jem, e o melhor amigo deles, Dill, a curiosidade com os vizinhos, as travessuras, as aventuras na escola e a vida em família.


Considerado um dos romances norte-americanos mais importantes do século XX, O Sol é para todos ganhou o Prêmio Pulitzer em 1961 e deu origem a um filme homônimo, vencedor do Oscar de melhor roteiro adaptado, em 1962.